SONO, UM MOMENTO MUITO ESPECIAL PARA NOSSA VIDA?

Por Ana Cláudia Borges.

Como está a sua qualidade de sono? Acorda a noite? Demora a dormir? O que é normal e o que precisa ser melhorado para que você tenha uma noite mais tranquila de sono e aproveite melhor o seu dia? Dormir bem é essencial para manter o bom funcionamento do organismo, o bom humor e o rendimentos no trabalho ou nos estudos. Adormecer em até 30 minutos e acordar no máximo uma vez de madrugada são alguns dos parâmetros importantes para um sono de qualidade. Quem sofre com repetitivas noites mal dormidas deve consultar um médico especialista para verificar se o caso não representa algo mais sério, como insônia aguda ou crônica, pois insônia não é doença, mas um sintoma. Para as outras pessoas algumas pequenas mudanças nos hábitos são capazes de melhorar a qualidade das horas de descanso. Evite ingerir estimulantes – Café, alimentos com cafeína ou que possam estimular o sistema nervoso devem ser evitados de 4 a 6 horas antes de dormir, pois levam o organismo a um estado de alerta e atrasa a sonolência. Busque refeições mais leves – De preferência a uma dieta balanceada, com alimentos leves, de fácil digestão, no período da noite. Deixe seu ambiente tranquilo – Durma no escuro. Abajur ou TV ligada atrapalham na hora de dormir, pois a luminosidade e o barulho dos aparelhos oferecem estímulos que atrapalham o início, a qualidade e a duração do sono. O mesmo vale para o hábito de ficar no celular já na cama antes de dormir. Crie uma rotina com exercícios relaxantes – Conforme a idade avança, o sono muda e ocorrem mais despertares durante a noite. Neste caso, é preciso avaliar a rotina e criar o hábito de fazer atividade física para que o corpo canse mais, incluindo as pessoas com mais de 60 anos. Dez minutos de caminhada já ajuda. Só evite exercícios físicos pesados até 3 horas antes de dormir para não deixar o corpo em estado de alerta e provocar efeito contrário. Escolha o travesseiro certo – Ao pensar em travesseiro, é sempre importante levar em conta a posição que você dorme. Ao deitar-se de lado, é importante que ele seja mais alto, para que o pescoço fique alinhado com o resto da coluna. Agora, se você deita de barriga para cima, o ideal é usar um travesseiro mais baixo, para que a cabeça não fique muito acima”, considera o ortopedista Cassio Trevisan, do Hospital das Clinicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo. Agora, se sua posição favorita é de bruços, o ideal é não usar travesseiro nenhum. Porem essas recomendações tornam-se invalidas caso você tenha algum problema de saúde, como refluxo ou problemas cardíacos, nestes casos você devera ouvir seu médico. Soneca – Aquela sonequinha da tarde também faz bem, não só para crianças e adolescentes, mas para os adultos inclusive, agora nada de duas horas de sono, pois isso realmente pode prejudicar a sua noite, entretanto 20 minutos de soneca faz bem a qualquer pessoa. Não devemos exagerar na soneca da tarde, pois apenas a noite o cérebro produz uma serie de hormônios importantes para o organismo, como o hormônio do crescimento, que ajuda a emagrecer, quando acontece também a consolidação da memoria e do aprendizado, que acontecem no sono REM, o mais profundo de todos os ciclos. Uma pesquisa feita recentemente pela Fundação Nacional do Sono, dos Estados Unidos, apontou os principais indicativos de que um adulto está dormindo mal. Estes indicativos são quatro: - Demorar mais de uma hora para cair no sono; - Acordar (mesmo que brevemente) quatro ou mais vezes durante a noite; - Passar menos de 74% do tempo deitado na cama dormindo; e - Ficar mais de 41 minutos acordados no meio da noite. Caso você apresente algum destes sintomas, está na hora de começar a pensar na qualidade do seu sono e criar uma rotina para a sua hora de dormir, se isso não funcionar, procure um especialista. E você sabia que nós mulheres sofremos mais com a insônia e que os homens roncam muito alto. Os problemas de sono atingem os sexos de maneiras diferentes, as mulheres apresentam sintomas mais severos de insônia e sonolência diurna, o que pode afetar o bem estar durante o dia. Em contrapartida, algumas pesquisas constataram que, de tão potente, o ronco masculino é mais capaz de colocar o casal para dormir em quartos separados. A barulheira noturna é um sinal clássico da apneia obstrutiva do sono, estando diretamente associada a um risco aumentado de infarto e outros problemas cardiovasculares. A biomédica Monica Andersen, do Instituto do Sono, em São Paulo, conta que existem razões fisiológicas para essas disparidades: Os homens naturalmente possuem um estreitamento da via aérea superior, o que cause maior propensão ao ronco”. Já as mulheres, a fonte do problema reside principalmente no ciclo menstrual: “A mudança hormonal ao longo do mês pode causar perturbações intensas. Elas tem mais dificuldades para iniciar e manter o sono e também lidam com o despertar precoce”, diz a especialista. Agora que você já sabe um pouquinho mais sobre as causas do que pode estar lhe tirando o sono e também já tem algumas dicas para melhorar isso, que tal dar mais valor a sua qualidade de sono, melhorando assim a sua qualidade de vida. Depende de você!!



4 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

© 2023 by Gazeta Cristã.