Porque Jesus disse que somos o sal da terra?

Pastor Costa Junior.

Esses dias eu pensava sobre o que Jesus quis dizer quando falou que nós somos o sal da terra.

Para entender isso, precisamos ter em mente que naquela época o sal era muito mais importante que hoje, havia um ditado romano que dizia que as duas coisas mais importantes que existiam era o sol e o sal, os soldados romanos recebiam sal como salário, inclusive a palavra salário vem de sal.

Quando Jesus disse que somos o sal da terra, com certeza ele tinha em mente as propriedades que o sal possui, naquela época não existia geladeira, então a carne precisava ser preservada através do sal, ele tem o poder de conservar a carne, sua ação antibacteriana impede que os germes a apodreçam, o sal também afasta a mosca varejeira, impedindo que bichos se desenvolvam estragando e apodrecendo a carne.

Outra característica do sal é que ele realça o sabor da comida, mas para isso ele precisa se misturar e desaparecer. Se a comida não apresenta uma dosagem de sal, a comida fica sem sabor, mas se coloca muito sal a comida fica salgada e perde a comida por causa do gosto forte. O sal tem que ser dosado na medida certa.

Quando alguém tinha uma ferida, a água com sal era aplicada sobre o ferimento e impedia a inflamação e infecção.

O sal também servia como adubo para a terra arada, e era usado também para selar uma aliança ou compromisso.

Porque Jesus disse que somos o sal da terra?

Assim como o sal que em si mesmo não tem atrativo algum, mas é usado para servir a um propósito em favor dos outros, o cristão verdadeiro sempre realça o valor das pessoas, levantando e animando, é um voluntário, sempre pronto a ajudar sem a necessidade de aparecer, ele não precisa de aplausos e nem reconhecimento, ele não desanima quando ninguém o elogia, seu prazer esta em ajudar, a felicidade do outro é a sua felicidade.

Como cristãos temos a tarefa de preservar, impedir que a corrupção do mundo contamine nossa vida, nossa família, nossos amigos, temos a tarefa de influenciar positivamente aqueles que nos cercam, trazendo a alegria, a paz e a esperança do Espírito Santo àqueles que ainda não conhecem a cristo.

Precisamos ter sempre uma palavra de cura e animo, ser misericordioso para com aqueles que falham e deixam a desejar, lembrando sempre de que também falhamos e pecamos.

Jesus disse que se o sal perder o sabor, não presta para nada mais do que ser jogado fora e pisado pelos homens.

O sal perde o sabor quando é misturado a outros ingredientes, essa mistura compromete o propósito do sal, assim como algumas misturas fazem mal a nossa vida espiritual.

Precisamos cuidar para não perdermos a alegria em servir, o prazer do voluntariado, a visão de influenciar positivamente aqueles que nos cercam, curar as feridas daqueles que nos procuram.

A comunhão com o Espírito Santo é a resposta para não perdermos o sabor e a alegria no servir a Deus e ao nosso próximo.

Como esta o seu sabor? Pense e reflita nas palavras.

7 visualizações
  • Facebook
  • Instagram

© 2023 by Gazeta Cristã.